Sábado inspirador

Várias imagens pra se inspirar e deixar o namorado gatão!

 

 

 

 

 

 

 

Campinas Mostra Moda

Segura peão que hoje tem participação masculina por aqui! Vou contar pra vocês como foi o Campinas Mostra Moda, um evento realizado de quinta passada até domingo. Falarei um pouco das minhas impressões.

O evento, que está na quinta edição, ainda é bastante tímido. Estive presente no domingo, dia de encerramento. Infelizmente, o cenário de moda campineiro ainda é fraco, talvez por estar tão perto de São Paulo, em que há eventos mais badalados. Por isso, devemos dar o merecido mérito para o evento, principalmente para Renata Patrone (organizadora) que está lutando para mudar um pouco esta situação e vem trazendo para a cidade uma visão maior para um dos setores que mais emprega pessoas no Brasil.

Segue abaixo algumas fotos para que vocês acompanhem!

O bar, super legal!

Um dos desfiles

Repare na saia com transparência!

Saia juntando neon + transparência

Depois dos desfiles, começou o concurso Talento Mostra Moda, que reuniu as criações de diversos estudantes. Confira os que participaram (fotos da modelo + criador):

Na minha opinião, ete foi o mais lindo de todos, Infelizmente não ganhou 😦

Meu segundo look preferido e que também não entrou na premiação. Adorei a mistura de materiais (o top era de acrílico) e de formas

Ganhador do primeiro lugar: uma máquina de costura + um curso na Europa. O top era feito de cascas de árvore.

Criação que ficou com a segunda colocação

O que vocês acharam?

Beijos,

Cayo

Por trás da marca

Atenção senhoras e senhores, põe a mão no chão hoje é dia de Cayo no blog!

Tira o cachorro do colo, desliga o telefone da empresa que resolvi trazer um post diferente pro blog. Vou contar pra vocês a história da Zara! Eu já era super fã, quando descobri todo o sistema que a envolve fiquei mais apaixonado ainda. Foi uma decepção sem fim descobrir aqueles escândalos de trabalho escravo e infantil – isso diminuiu minhas compras por lá – mas os sistema deles merece atenção, pois pra mim é a fast fashion mais bem organizada do mundo.

A história começou quando o empreendedor espanhol Amâncio Ortega Gaona largou os estudos aos 14 anos para começar a trabalhar como garoto de recados da camisaria La Gala, responsável por vestir a elite da cidade de La Coruña. Treze anos depois, ele arriscou seu primeiro passo como empresário na área têxtil, trabalhando com a família dentro de um galpão mal iluminado confeccionando roupões de banho e roupas íntimas femininas. Em uma década ele construiu várias fábricas pela Espanha e exportava suas roupas para vários países europeus. Em meados da década de 70, juntamente com sua mulher, Rosalía Mera Goyenechea, ele resolveu ingressar no mercado de varejo, inaugurando a primeira loja ZARA, um modesto estabelecimento que vendia roupas femininas à preços acessíveis, no dia 15 de maio de 1975 na cidade de La Coruña, localizada na província de Galícia, ao norte da Espanha. O nome escolhido inicialmente para o novo negócio seria Zorba, mas este já estava registrado, e ZARA foi adotado como segunda opção.

O sucesso da loja foi tão grande que em menos de 10 anos outras unidades foram inauguradas em grandes cidades espanholas. Nesta época as lojas já vendiam coleção de roupas femininas e masculinas alinhadas com as principais tendências mundiais, literalmente abrindo o mundo da alta costura às classes sociais menos endinheiradas. Isto porque a empresa começou à mudar o processo de design, fabricação e distribuição com o objetivo de reduzir o tempo de produção, e assim responder rapidamente ás novas tendências, o que chamava de moda instantânea. A empresa foi crescendo silenciosamente, afastada da publicidade, até que na década de 80 começou sua expansão internacional, inundando o mercado com roupas de design moderno e preços acessíveis.

O quartel-general do império ocupa uma área construída de 600.000 metros quadrados em Arteixo, cidade da província de La Coruña. São 16 fábricas ligadas ao centro logístico por dois túneis e 210 quilômetros de trilhos, por onde transitam as roupas acabadas para serem distribuídas. Hoje em dia, a ZARA possui 200 funcionários só em seu time de criação, para conseguir responder imediatamente cada tendência que surge na moda. Estes profissionais cruzam informações com as demandas de cada gerente de loja e com os conselhos dos comerciantes. Tóquio é sua cidade favorita para inspiração e para prever novas tendências. O resultado é quase instantâneo: enquanto as outras lojas levam em torno de cinco meses para colocar uma nova coleção em exposição, a ZARA transforma a última tendência em roupas prontas em apenas quinze dias – e a um preço bem acessível, se comparado às lojas do mesmo patamar de conceito fashion. A empresa revolucionou o setor têxtil quando teve a brilhante idéia de lançar uma variedade de coleções a cada temporada, em vez das duas tradicionais coleções ao ano

São novos artigos nas prateleiras duas vezes por semana. Todos os anos são mais de 11 mil novos itens colocados a disposição dos consumidores, uma média de 40 novos produtos por dia, sendo que cada item é produzido em pequena escala e somente reproduzido se obtiver sucesso nas vendas. Do contrário, é tirado da coleção. Um dos segredos está na logística: a ZARA consegue distribuir produtos um dia depois após o pedido ter sido feito pelas lojas da Europa, e dois dias depois no caso das unidades da Ásia e do continente americano (incluindo o Brasil). E não existem diferenças entre as linhas vendidas em cada um dos lugares – apesar das diferenças culturais, parece que a moda já é globalizada – pelo menos para os clientes da ZARA. Mas, para que este sistema seja rentável, demanda-se o maior volume possível, motivo pelo qual suas lojas estão situadas em locais estratégicos que contam com mercadorias novas a cada semana, o que lhes permite ter um tráfego constante de clientes. Os clientes da ZARA visitam as vitrines e prateleiras dezessete vezes ao ano em média, em contraste às quatro visitas feitas à concorrência. É por isso que suas vitrines, renovadas a cada duas semanas, são grandes e chamativas, mostrando as mercadorias como se fossem estrelas.

Provavelmente, um dos grandes trunfos da empresa tenha sido se tornar famosa sem ter que recorrer à publicidade tradicional. A ZARA quase nunca faz anúncios ou campanhas publicitárias. Todo seu marketing está centrado nas próprias lojas. Por isso, sempre se instala nos melhores lugares, situados estrategicamente nas ruas ou centros mais comerciais, como por exemplo, a Regent Street em Londres, Rue Rivoli em Paris, Quinta Avenida em Nova York e Avenida das Américas no Rio de Janeiro. Tudo é estudado, nos mínimos detalhes. A decoração da loja, as vitrines, os funcionários. Nada é deixado ao acaso. Apesar disso, em ocasiões concretas foram feitas campanhas publicitárias. Para ingressar no mercado italiano a ZARA fez publicidade. Mas logo se viu que ela não teria feito falta alguma. Os consumidores, especialmente as mulheres, são fiéis apenas às marcas de luxo, mas não às medianas ou populares. Por isso, que sentido faz investir na marca? É melhor investir no negócio, segunda a empresa espanhola.

Gostaram?

Beijos,

Cayo Vinícius

 

 

 

A Calça Perfeita

Hoje é dia de participação masculina por aqui!!!

Hoje vou mostrar pra vocês uma crônica que escrevi, sobre um fato verídico!

Vocês podem acompanhar essa e algumas outras histórias no meu blog, o Niilismo Obsoleto.

A CALÇA PERFEITA

Por Cayo Vinícius

Ok, a tarefa era fácil, muito fácil. Domingo de muito calor, muito calor mesmo, desses que a gente abre o congelador e fica com a cabeça lá dentro por horas. Não que eu faça isso. Sério. Ta, só de vez em quando. Mas voltando pra minha missão: ir até o shopping, entrar e, alguma loja, pegar uma calça bacana e vir embora. O passeio não deveria durar mais de 30 minutos.

Tomei coragem e fui rumo ao shopping D. Provavelmente seria o mais cheio de todos, mas era o mais perto de casa e a preguiça me impediu de ir até o shopping G ou ao I.

Um calor desses que faz a Àfrica morrer de inveja, eu sem ar condicionado no carro. Deveria ter encarado isso como um presságio, era Deus me mandando ficar em casa. Desobedeci as indicações divinas e entrei no estacionamento repetindo a fala da “moça” da máquina de cartões ‘tenham uma boa tarde’, será que isso é possível? Carros percorriam freneticamente um zigue-zague sem fim em busca de uma vaga. Não querendo me estressar – e ciente das minhas baixas habilidades automobilísticas – estacionei o carro bem longe, num local quase inabitado pela raça humana. E comecei o caminho até a entrada do shopping. Os metros pareciam quilômetros sem fim, me senti pagando penitência no deserto do Saara. Uma voz me dizia lá no fundo que eu deveria ter levado água e comida para encarar tamanha jornada.

As portas de vidro se abriram mostrando um oásis: crianças birrentas jogadas ao chão, casais bregas tirando fotos e seguranças munidos de suas segways. Cansado, suado e descaracterizado: as características perfeitas para que você encontre algum conhecido. Mas o destino é assim, e em menos de 5 metros encontrei DOIS conhecidos. Era humilhação demais, pensei que devia ter ouvido funk no alto falante do celular em outra vida, só isso justificava.

Mas lá ao fundo enxerguei a Loja T. Olhei bem eu seu letreiro, como se quisesse estabelecer uma relação de amor a primeira vista entre nós, e fui. Passo firme, reto, decidido. O vendedor carismático já me esperava lá dentro.

– Oi, quero uma calça nº 42. Não muito larga, mas nada embalado a vácuo também.

– Certo, pode esperar aqui que vou pegar alguns modelos.

Ele me trouxe três calças. Não simpatizei com nenhuma, todas pareciam calças que eu já tinha. Abri os botões e dei uma sacudida, pra fingir que tinha experimentado. Resolvi esperar uns 2 minutinhos, pra continuar a farsa. Não resisti e fiz uma dancinha na frente do espelho, mas achei melhor parar ao imaginar que poderiam haver câmeras por lá.

Segui no corredor rumo à loja M. Vi uma calça na vitrine e pensei “é essa! Vou parecer ator de cinema, galã de Hollywood”. Peguei e fui pro provador. Antes de vestir e me apaixonar pela calça perfeita, resolvi olhar a etiqueta. Felicidade de pobre dura pouco, custava R$ 499. Resolvi experimentar. Surpreendentemente, ficou larga. Chamei o vendedor e pedi uma menor. Eu sabia que não ia levar, mas não poderia perder a chance de entrar numa nº 40. Deve ser o modo de agradar os clientes gordinhos, que se sentem felizes imaginando que emagreceram e compram a loja toda. Saí falando que ia dar uma voltinha e depois voltava. A mentira dita em lojas por 10 a cada 10 mães.

Duas lojas e nada, quanta desgraça. Queria desistir, mas fui convicto até a loja Z. Era minha carta na manga. A loja Z era bacana, com certeza ia ter algo legal, e lá eu mesmo podia pegar as peças e ir para o provador, sem nenhum vendedor enchendo o saco. Olhei, olhei, olhei e acabei separando três calças que eram bonitinhas.

A primeira não passou das coxas, me senti levemente oprimido, mas disposto a fazer a outra entrar, nem que fosse meu último feito em vida.

Soltei todo o ar dos pulmões, escolhi a barriga ao máximo, fiz uma força tremenda (as veias da cabeça até saltaram) e fechei o botão! Quando me vi vermelho no espelho, lembrei de respirar. A barriga pulou pra fora. Por um momento eu sonhei. Eu estava numa praia, deitado na areia. A imprensa mundial fazia a cobertura, repórteres falavam que a maior baleia já vista havia encalhado. Ativistas do Green Peace jogavam baldes e baldes de água em mim. Pessoas gritavam “VAI MOBY DICK, VOLTA PRO MAR, VOCÊ CONSEGUE”. Voltei à minha consciência com o rapaz do lado comentando com a esposa que estava magro demais. Uma força estranha veio e eu comecei a chorar, era humilhação demais. Pensei em Deus rindo de mim e tive a ideia de virar padre: as batinas pareciam bem confortáveis.

Quando estava me preparando pra sair, vi a última calça pendurada na parede. Seria mais vergonha ainda, mas a esperança é a última que morre. Enxuguei as lágrimas e a coloquei. O mundo de repente parou, ficou mudo, uma luz me envolvia num transe sem explicação: a calça ficou perfeita. Respirei fundo, deu uma, duas voltinhas. Com um sorriso digno de ganhador da Mega Sena atestei que a calça caíra muito bem, até realçara meu bumbum. Tirei, conferi se não tinha nenhum estrago e, em meio a um YES! mental, constatei que não. Olhei a etiqueta com um certo medo: estava na promoção, só R$ 89,90. Eu era a pessoa mais feliz do mundo, o amor tinha sorrido pra mim. Coloquei a calça antiga e fui para o caixa.

Fila de quatro pessoas, esperei até com gosto. Mal podia acreditar no meu achado. Desbravadores já tinham achado tesouros no fundo do mar, eu fiz melhor. Agarrei com força a calça, com medo de algum louco aparecer do nada e arrancá-la de mim. Cheguei no caixa, coloquei a calça no balcão e sorri para a atendente.

– Qual será a forma de pagamento, senhor?

Coloquei a mão no bolso e não acreditei: eu tinha esquecido a carteira em casa.

 

 

 

Tendências + Dicas + Flor Biju

Meninas,

O post de hoje traz várias tendências em acessórios, como as caveirinhas e o neon. Para ilustrar, colocarei as fotos da Flor Biju, uma loja que vende jóias super bacanas!  Entrem na loja e confiram tudo isso e muito mais. Tudo que é tendência a Flor Biju TEM. Vocês não podem perder as LINDEZAS que tem por lá. Super Indico.

Blog + Loja ONLINE: http://www.florbiju.com/

Perfil no face: https://www.facebook.com/florbiju

Vale a pena acompanhar tudinho!

Pulseiras super em alta.

Maxi Colares lindos!

Mais pulseiras, abusando do NEON.

Pulseira a cara do BLOG CAREN SALES né gente?

E as famosas t-shirts.

Pra quem não resiste a bijuterias, aconselho entrar no face da Flor Biju e se apaixonar por tudo!  Aqui coloquei só algumas coisas! Lá no face tem muito MAIS.

FANPAGE FLOR BIJU, AQUI

QUEM TÁ CURIOSA ENTRA LÁ, JÁ!

E fiquem ligadinhas, em breve teremos um sorteio bem bacana! 🙂

Spikes

Seguuuura que hoje é dia de Cayo no blog! Como vocês estão?

Hoje falarei sobre uma ‘herança’ da cultura punk dos anos 70 e que caiu no gosto de [quase] todo mundo: os spikes!

Pra quem não está habituado com o nome, spikes são aqueles grampos pontudos que nós vemos em vários peças hoje em dia: no cinto, no sapato, na jaqueta…

Eles são super tendência pro verão de 2013, dão um toque mais rebelde, meio rock ‘n roll no look. Só tome cuidado pra não deixar tudo muito pesado, pois eles já chamam bastante atenção!

Segue algumas fotos para vocês se inspirarem e, lá no final, coloquei algumas peças a venda que a TodaTeen reuniu.

1- Slipper amarelo – Moleca – R$79,90.
2- Slipper lilás – Moleca – R$79,90.
3- Slipper amarelo em couro – Cesaretti para Passarela – R$ 129,99.
4- Slipper vermelho em couro – Cesaretti para Passarela – R$ 129,99.
5- Slipper rosa em couro – Cesaretti para Passarela – R$ 129,99.

 

6- Sapatilha em couro com spikes Brenda Lee para Passarela – R$ 109,99.
7- Sneaker preto com spikes – C&A – R$249,00.
8- Sapatilha em couro com spikes Brenda Lee para Passarela – R$ 109,99.
9- Rasteirinha Andrea Marques para C&A – R$59,90.
10- Slipper em camurça com spikes – Renner – R$129,00.

 

E você, já tem algo com spikes?

Beijos,

Cayo

 

 

 

Corrida das Cores

O post de hoje não é sobre moda, mas é igualmente cool.

Eu, Cayo, que vos escrevo hoje, sempre tive o sonho de participar daqueles festivais de cores na Índia, em que os participantes saem todos tingidos! Pode até ser meio bobo, mas eu acho aquilo uma das coisas mais incríveis do mundo!

Agora, imaginem a minha cara quando descobri que o Brasil terá algo parecido! Isso mesmo!!! Teremos pro aqui a The Color Run, que tem como slogan “5km de pura loucura colorida” e que ocorre em diversas cidades nos Estados Unidos para celebrar um dia diferente com os amigos e família.

As exigências para participar não podiam ser melhores: não há cronômetros ou restrições, as pessoas somente devem ir vestidas de branco e estarem dispostas a serem cobertas com muitas cores (através de um pigmento de amido de milho 100% natural e seguro, muito utilizado nas festas Holi indianas). Cada quilômetro é focado em uma cor específica – 1k é amarelo, 2k é azul, 3k é verde, 4k é rosa, e ao completar o 5k recebem o chamado “Cor extravaganza”, onde um arco-íris de tons é lançado em todos, com muita alegria.

A corrida vai passar pro várias cidades brasileiras. Você pode consultar se a sua está na rota clicando aqui.

Vocês também ficaram loucas pra participar?

 

 

 

FASHIONARTE

E faz um hip-hip-urra que hoje é dia de Cayo no blog!!!

Vamos adicionar um pouco de cultura no meu post de hoje?

Vocês bem já sabem que a moda é grande influenciadora de milhares de outros segmentos mundo afora. As tendências de consumo são pesquisadas e analisadas quando se vai criar um carro novo ou até uma comida num restaurante badalado.

Mas e o que pode influenciar a moda? Dentre vários fatores, cito um: a ARTE!

Você parou pra reparar a quantidade de elementos que os estilistas utilizam como inspiração?

Abaixo coloco algumas mais óbvias, mas podem ter certezas que muitas outras traduções não tão literais também são encontradas.

Como vocês verão, Yves Saint Laurent é um dos que mais teve sensibilidade para encaixar a arte em suas criações. Vale lembrar que o estilista era grande apreciador e que, após a sua morte, Pierre Bergé (seu marido) leiloou a coleção de obra deles por mais de 300 milhões de dólares.

Mondrian e YSL

Matisse e YSL

 

Van Gogh e YSL

Monet e YSL

Poliakoff e YSL

 

Picasso e YSL

 

Wesselmann e YSL

Rothko e Galliano

Monet e Galliano

Andy Warhol e Ungaro

 

Keith Haring e Castelbajac

Keith Haring e Nicolas Kirkwood

 

Espero que tenham gostado!

Se vocês quiserem ver mais detalhes dos sapatos aqui de cima, é só olhar aqui.

Beijos,

Cayo

 

 

 

Respira e INSPIRA

Sábado chegou, dia de aproveitar pra fazer tudo aquilo que não dá tempo de fazer durante a semana. E tem como esse sábado ser mais especial aqui no blog? Hoje tem dobradinha masculina!!!

Ontem tivemos um post super bacana sobre o Looklet, site de periculosidade máxima e extremamente viciante. Vocês gostaram?

E hoje vou postar alguns looks pro mocinho e pra mocinha se inspirarem neste final de semana. Bota um sorrisão lindo nesse rosto e vamos que vamos!

Camisa estampada pro rapaz que quer ficar bem na fita!

Barra da calça dobrada um pouco mais alto é tendência no exterior desde meados de 2010. O efeito, que ainda é super tímido em terras brasileiras, dá uma cara nova pro look!

Olha a barra dobrada mais alto aí de novo!

 

Gravata borboleta é outro hit!

Quem disse que homem não usa colar?

 

Sendo o centro das atenções na festa ou balada

 

Neon e maxi colar

 

Look despojado, mas ainda assim chique e cheio de personalidade!

 

Adoro esses looks mais simples pra usar naqueles dias de compras que precisa andar muito

 

Look pra encerrar: um chique-descontraído, perfeito pra uma festinha ou balada ou os dois (por que não?!)

 

Por hoje é só. Beijos pras leitoras loiras, morenas, ruivas, albinas, baixinhas, altas, magérrimas, fofinhas, de cabelo curto ou grande, com sotaque mineirin ou carioca. Mulher brasileira é tudo de bom e merece ser homenageada todos os dias! 🙂

Cayo

SEXTALÍCIA-FEIRA

Oi oi oi leitoras lindas, como vocês estão?

A dica de hoje é mais do que bacana, é bacanérrima! Só que tem que tomar um pouco de cuidado, porque ela vicia!!!

Venho apresentar pra vocês o site Looklet. Não aconselho que vocês entrem no trabalho, altos riscos de perder horas navegando por ele e deixar o trabalho de lado!

Sabe aqueles joguinhos da barbie que você escolhe as roupas e vai a vestindo? O Looklet é isso, mas pra menininhas grandes!

Lá, a barbie é substituída por modelos de verdade. As roupas são reais (tem até link que direciona para a loja virtual da marca) e a opção de looks é praticamente infinita.

Ó, montem suas combinações e mandem pra cayov@live.com. Semana que vem farei um post com os looks criados pelas leitoras. Depois, faremos uma votação e a autora ou autor do melhor look ganha a oportunidade de “estagiar” aqui no Blog da Caren, escrevendo um post sobre o que quiser (desde que se encaixe no tema do blog)! O que vocês acham?

Muitas, muitas, muitas opções!!!

Bisou,

Cayo