Magras – Um fato da vida!

Hoje eu me aceito, me amo e sou feliz assim!
Eu nunca tive aptidão para ter um blog de moda e beleza. Acho que na realidade eu não tinha e  agora eu realmente tenho. Já faz um tempo que me preocupo se tenho ou não roupa e se elas combinam comigo e com o que quero passar para as pessoas. E isso é algo que realmente faz todo sentido pra mim, HOJE.
Há um tempinho atrás eu continuava como sou hoje: MAGRA. Tudo bem que hoje em dia ser magra é algo que todos querem e acham o MÁXIMO. Certo minha amiga, seja magra com 46 kilos (que é o máximo de peso que consigo atingir na vida) e use PP, 34 e afins.
Quando eu era adolescente eu só usava camiseta, calça de ginástica e All Star. Jeans para sair de noite e vez em quando um saltinho. Além disso eu tinha várias apelidos super legais: magrela, Olívia Palito, seca, vara de bambu, e por aí vai. Oooo fase!
Hoje em dia eu nem ligo para essa baboseira toda. Mas claro que no meu auge dos 15 anos e todas as minhas amigas com pernas, bundas e seios essa insunuações carinhosas me incomodava um bocadinho (quase nada). Seios? Brasil o que era isso? O que será que elas tomavam na água que lá em casa não tinha?
Independente disso eu sempre fui marrentinha e decidida nessa vida. Se não vem beleza, Deus te da outra coisa né meu bem?
Não pensem que o Blog Caren Sales veio de toda minha intimidade com o Universo Feminino desde sempre. Eu só adquiri esse gosto com o tempo, com idade e com as transformações que a vida nos traz. Por que antes,lá em Malacacheta, eu jogava bolinha de gude e futebol na rua com a molecada. Além de ter um super entusiasmo para jogar vôlei todos os dias da minha vida.
Look do dia? Isso nem passava pela minha cabeça. Roupas? Quando eu achava uma que desse para meu corpinho 34 eram pulos de alegria pelo simples fato de ter encontrado algo que nem era o que eu queria. E depois, lágrimas sem fim pelo preço que eu teria que pagar em um peça tão pequena.
Essa era a saga de ser MAGRA 34. Achar uma calça era um pequeno parto. Lembrando que eu morava no interior de Minas Gerais e tinha que viajar umas 3 horas para achar algo CARO que me servisse.
O tempo já passou e pouca coisa mudou quando o assunto é: VISTO 34! Eu acho roupas SIM, bem mais que antigamente. Mas ainda assim encontro muito dificuldade. Tenho lugares específicos para comprar e fico muito feliz quando um 36 da certo no meu corpo. Em pleno século XXI e com a era do Detox acho que a indústria não está acompanhando essa moda. Já que tem tanto regime, dieta, academia, suco verde e afins ( que eu acho um saco) vamos produzir mais peças 34?
Quem mais aí tem problemas como os meus?
Me contem… quero saber tudooo!
Beijos beijos
Caren Sales
Anúncios