Visão Masculina: Mulheres; Truques e Confusões por Dilvo Rodrigues

Mulheres; Truques e Confusões 

mulheres_cabelo_raspado_de_lado

Na mais nova moda do momento, elas raspam um dos lados do cabelo, prendendo ou penteando o restante para o outro lado. Dizem que é um corte ousado, que confere personalidade à figura. Pode até ser! Mas quando vejo aquele pescoço realçado, me sinto um sujeito da década de 1920, ofegante por ter visto o descoberto ombro da amada pela primeira vez. Outro dia, uma moça passava com esse corte e na orelha a mostra havia um brinco artesanal com uma pena colorida. A pontinha da pena do acessório ficava ali no pescoço dela, meio que fazendo cafuné ou cócegas, ou qualquer outra coisa que a fazia andar sorrindo. Sorria um desses risos que a gente faz quando alguém revela um segredo que não deveria ter sido dito, mas que a gente fica doido e gosta de ouvir. Eu pensei: “Brinco safado!”

Há algo de misterioso nessas mulheres de olhos castanhos ou negros e de sobrancelhas bem marcadas. Aquelas de olhos verdes, olhos azuis, que trazem a lembrança da perigosa calmaria das águas profundas do mar. Essas mesmas que raspam um lado do cabelo, que passam lápis, delineadores, sombras e rímel. É difícil descobrir qualquer coisa sobre elas. Mesmo que um batom vermelho estampando um sorriso largo acalme nossas dúvidas, tentando dizer que as cartas estão na mesa. Sabe como é, né!? Muita gente já perdeu fortunas por causa de um blefe ou um sorriso de canto de boca.

sorriso

As mulheres deveriam escolher somente uma das opções de se fazerem notadas. Ou se destacam os olhos, ou os lábios. A visão do homem é objetiva, direcional e mais profunda. A gente fixa em um alvo e disseca ele totalmente. Se você passa com os olhos chamativos e a boca chamativa, a gente se sente igual aquele personagem do “Cara, crachá. Cara, crachá”. É claro, de longe o conjunto da obra sobressai. Mas, de pertinho só da para escolher um dos atributos para mergulhar. Pense bem: Por que nos beijamos de olhos fechados e por quais motivos nos olhamos em silêncio!? É uma teoria.

casal

A música do Leoni nunca foi tão verdade como agora. As mulheres e seus mistérios, realçados num belo e destacado par de olhos, silenciados em um sorriso vermelho, estampados em um corte da moda. Truques que criam ainda mais confusões na cabeça de um homem, coisas as quais garotos não resistem. Se fosse hoje, Freud possivelmente estenderia seu questionamento: “Afinal, o que querem as mulheres com todos esses mistérios?”. Descobriremos! Mas não sem olhar um pouco mais de perto.

Por Dilvo Rodrigues

__ Mais textos do Dilvo:

https://www.facebook.com/merascronicas1

http://merascronicas.wordpress.com/

Anúncios

Já desapegou hoje?

Meus amores, já pararam para pensar como somos apegados a TUDO?

Quando digo TUDO estou generalizando mesmo. Somos apegados a pessoas, somos apegados a idade, a juventude, a coisas materiais, a coisas antigas, a coisas que nem sabemos o por que somos apegados. Que ás vezes não faz sentido nenhum para nós, mas deixamos, ali no cantinho, pelos simples prazer de acumular.

Eu sei, desapegar não é uma tarefa fácil. Eu quem o diga! Também acho difícil desapegar e tentar ser menos “garrada” em algumas coisas.

Mas já param para pensar como “desacumular” pode fazer um bem danado? Primeiro: quando desapegamos de alguma coisa podemos ver com mais clareza tudo que temos a nossa volta. Segundo: a sensação de liberdade, não tem preço que pague. Terceiro: podemos colocar outra coisa no lugar.

Gente… vamos combinar que desapegar pode ser uma delícia.

A OLX Brasil lançou a campanha do Desapega, Desapega… vocês já viram?

Eu acho simplesmente DIGNA essa campanha. Se pensarmos em nossas vidas, nossos dias, nossas “neuras” podemos concluir que a OLX trouxe uma reflexão que vale super a pena.
A ideia de poder simplesmente anunciar algo que já não tem mais valia para nós é excelente. Pois podemos desocupar espaço, ganhar uma grana extra e ainda fazer alguém feliz. É muito sentimento bom em um único negócio né?

Para mim o maior benefício do desapego é a parte de poder colocar outra coisa no lugar, desocupar um espaço, passar para frente algo que já não tem mais serventia para nós, ou algum sentimento que já não nos faz tão bem. Essa sensação é tão boa que até esquecemos que realmente estamos desfazendo de algo.  A realidade é que estamos ganhando muito mais tranquilidade, ou espaço, ou harmonia. O que importa é o sentimento bom que isso nos traz.

E você, já desapegou hoje?

O que acham da ideia do desapego? Do novo? Do abandono de algo que já não te traz nenhum benefício e da ideia de gerar um NOVO item á partir do ANTIGO? Vocês tem alguma dificuldade com isso? Já pararam para pensar no assunto?

Beijos beijos
CS

Pensamentos da Caren + Fatos da Vida

Meus amores, esse é um post super incomum por aqui.

Na realidade é mais para vocês sugerirem algum tema para falarmos no canal do blog.

Gente… ás vezes acho que eu sou de outro planeta, ou que nasci na época errada. Eu sou muito intensa, ansiosa, cheia e lotada de sentimentos. Não sei olhar para as pessoas e imaginar que elas também não sejam assim. Vivas, gente, com coração batendo sabe? Que tem sangue correndo nas veias.

CarenSales-3185

A cada dia que passa eu vejo mais e mais que as pessoas não se importam muito com você… com a sua essência, com a sua personalidade, seu coração. Não tem ninguém muito interessado em saber o que você é! Quando eu digo o que você é, estou me referindo a você, suas qualidades, sua história, seus sentimentos, suas crenças. Que ideias compõe você, sabe?
As pessoas te olham e querem saber QUEM VOCÊ É? O QUE VOCÊ PODE ME OFERECER? COMO POSSO ME BENEFICIAR CONHECENDO VOCÊ?
Calma aí Brasil? É com esse objetivo que conhecemos as pessoas? Brasil não, MUNDO nesse caso né?
Hoje em dia não importa muito o que você é, e sim o que você tem.  Você é linda, maravilhosa, merece tudo só se tiver alguma coisa que interessa sabe? E isso gente, é triste, dói, não consigo conviver com essas coisas.

Mas o texto de hoje não é para isso exatamente. É para falar com vocês sobre temas que podemos falar aqui e no canal do blog:

https://www.youtube.com/user/carensales

Vou abrir uma nova TAG por aqui que se chama FATOS DA VIDA! E é nela que vou falar um pouco sobre: amor, vida, desilusões, pensamentos meus, histórias, superações, humildade, família.

São temas que me fazem pensar, ser mais essência, mais amor, mais grata e ver como a vida é tão maravilhosa e o quanto não pensamos assim sobre ela. A dádiva que Deus nos da de acordar todos os dias com saúde, sem dor, com um trabalho, uma família, alguém para contar.. isso não tem dinheiro no mundo que pague. Enquanto reclamos do bem maior que temos, existem pessoas implorando por mais um dia de vida, por menos um dia com dor, por um prato de comida, por uma cura, por um milagre. E Deus tem nos abençoada diariamente com tanta coisa, e nós temos deixado passar despercebido. Temos valorizado tantas coisas externas e temos esquecido de cuidar do nosso coração. Tudo por fora esta tão lindo, tão cheio de maquiagem, botox  e corpos perfeitos. Mas e o nosso coração? A nossa vida? O nosso amor com o próximo? Será que está tão lindo quanto resto?

E é disso que quero falar no FATOS DA VIDA. Coisas reais, dias reais, pessoas que vivem, batalham, sofrem o dia a dia e que estão aí para dividir e compartilhar essas coisas que fazem parte da nossa essência com a gente! Gente da gente.

Você tem uma história para me contar?

Quero a opinião de vocês sobre a nova TAG, o que vocês acham? Querem dividir comigo esses momentos? Essas reflexões?

Beijos beijos
CS

Texto: Caren Sales

Magras – Um fato da vida!

Hoje eu me aceito, me amo e sou feliz assim!
Eu nunca tive aptidão para ter um blog de moda e beleza. Acho que na realidade eu não tinha e  agora eu realmente tenho. Já faz um tempo que me preocupo se tenho ou não roupa e se elas combinam comigo e com o que quero passar para as pessoas. E isso é algo que realmente faz todo sentido pra mim, HOJE.
Há um tempinho atrás eu continuava como sou hoje: MAGRA. Tudo bem que hoje em dia ser magra é algo que todos querem e acham o MÁXIMO. Certo minha amiga, seja magra com 46 kilos (que é o máximo de peso que consigo atingir na vida) e use PP, 34 e afins.
Quando eu era adolescente eu só usava camiseta, calça de ginástica e All Star. Jeans para sair de noite e vez em quando um saltinho. Além disso eu tinha várias apelidos super legais: magrela, Olívia Palito, seca, vara de bambu, e por aí vai. Oooo fase!
Hoje em dia eu nem ligo para essa baboseira toda. Mas claro que no meu auge dos 15 anos e todas as minhas amigas com pernas, bundas e seios essa insunuações carinhosas me incomodava um bocadinho (quase nada). Seios? Brasil o que era isso? O que será que elas tomavam na água que lá em casa não tinha?
Independente disso eu sempre fui marrentinha e decidida nessa vida. Se não vem beleza, Deus te da outra coisa né meu bem?
Não pensem que o Blog Caren Sales veio de toda minha intimidade com o Universo Feminino desde sempre. Eu só adquiri esse gosto com o tempo, com idade e com as transformações que a vida nos traz. Por que antes,lá em Malacacheta, eu jogava bolinha de gude e futebol na rua com a molecada. Além de ter um super entusiasmo para jogar vôlei todos os dias da minha vida.
Look do dia? Isso nem passava pela minha cabeça. Roupas? Quando eu achava uma que desse para meu corpinho 34 eram pulos de alegria pelo simples fato de ter encontrado algo que nem era o que eu queria. E depois, lágrimas sem fim pelo preço que eu teria que pagar em um peça tão pequena.
Essa era a saga de ser MAGRA 34. Achar uma calça era um pequeno parto. Lembrando que eu morava no interior de Minas Gerais e tinha que viajar umas 3 horas para achar algo CARO que me servisse.
O tempo já passou e pouca coisa mudou quando o assunto é: VISTO 34! Eu acho roupas SIM, bem mais que antigamente. Mas ainda assim encontro muito dificuldade. Tenho lugares específicos para comprar e fico muito feliz quando um 36 da certo no meu corpo. Em pleno século XXI e com a era do Detox acho que a indústria não está acompanhando essa moda. Já que tem tanto regime, dieta, academia, suco verde e afins ( que eu acho um saco) vamos produzir mais peças 34?
Quem mais aí tem problemas como os meus?
Me contem… quero saber tudooo!
Beijos beijos
Caren Sales

As razões deste tal amor…

As razões deste tal amor… por Bárbara Freitas

Falar como criança, manhoso, ficar com cara de bobo. Enxergar o mundo colorido ao seu redor. São sintomas de quem está apaixonado. Amar é uma busca constante por alguém que nos completa, que nos entenda e que possamos dividir as angústias e vitórias. É aquela vontade de ficar perto, dormir agarradinho no frio.

É… Mas, tudo tem um começo, e assim é o amor. A primeira fase é a do cortejo, quando a gente quer conquistar alguém e há uma possibilidade deste interesse ser recíproco. O famoso encontro da alma gêmea, da nossa metade da laranja, segundo psicólogos pode ser considerado o maior objetivo do ser humano. Pois, a vida não tem como sentido, trabalho, estudo, dinheiro. Mas, encontrarmos uma pessoa com quem a gente se identifique, que nos deixe feliz em todos os sentidos, constitua família e corresponda aquilo que se espera.

Por isso, estar apaixonado é algo tão visível! O corpo começa a dar sinais de que o “amor já chegou ao coração”. A primeira alteração é no humor, logo, se estamos mais felizes a sensação que passamos é de bem estar. Porque encontrar alguém que faça parte da nossa vida é uma coisa boa. A relação com nós mesmos passa a ser melhor. A partir daí, o homem e a mulher se enxergam de uma forma positiva. Começam a se arrumar mais, se relacionar melhor com as pessoas ao redor. É… O amor realmente muda tudo!

dia-dos-namorados-presentes

O friozinho na barriga, a saudade dos apaixonados tem explicação. O frio na barriga é uma reação de expectativa de ansiedade. Será que vai dar certo? O que vai acontecer no encontro? Ou, o medo da perda, a angústia gera este sentimento de quando a pessoa está longe e esperamos o retorno.

Muita gente tem vergonha, ou acha bobagem, mas os apelidos, o jeito meigo de falar também faz parte da relação. Conversar como criança é mais observado na mulher, mas o homem também tende a ficar mais dócil, mais meloso. Quando se fala de amor, falamos de coisas boas que nos remete ao tempo de infância. Quando se fala em prazer novamente estamos brincando. E o prazer é gostoso, é como o brincar infantil. Por isso, quando estamos amando a gente se infantiliza, porque vivemos um momento de liberdade. No amor não há como ser racional, tentar levar um relacionamento sempre de uma maneira lógica e madura é conduzir o namoro ou casamento como um negócio. As pessoas muitas vezes têm medo de se entregar a um amor, com medo de se machucarem, ao sermos racionais não vivenciamos este sentimento. Não damos a oportunidade de curtir esta brincadeira saudável da melhor forma possível. Na realidade é melhor viver um grande amor ao máximo, mesmo correndo o risco de um dia ele acabar. A preocupação deve ser em vivê-lo da melhor maneira possível.

Sim, Bárbara, Você tem TPM!

Por Bárbara Freitas

Eu odeio TPM em todas as suas formas, cores, sons e jeitos. Salve o bom humor e que se foda a América! Sinto tanta dor que parecem aquelas borboletas que ficam no nosso estômago quando estamos apaixonadas. Lembra-se delas? Aquele frio na barriga de quando você se apaixonou e levou um pé na bunda? As minhas borboletas, neste caso, simplesmente se matam neste período. Algumas eu creio que cometem suicídio. Não tem lógica tanta dor…

tpm_blog_barbara_freitas

Eu como tanto que até pedra poderia se tornar algo mastigável. Doces então, eu prefiro nem comentar! Para agravar tudo isso, ainda existe algo pior, meus peitos ficam inchados e doem. Acho que a frase “vou ali matar um leão e volto” combina comigo. Ah, que um leão que nada, pode mandar uns três ou quatro que eu dou conta!

tpm_blog_caren_sales

Tem a parte que eu tremo toda por dentro e tem a parte do incômodo externo. Sim, a parte do absorvente. Meu Deus! Aquela almofadinha foi uma ótima invenção, mas incomoda mesmo tendo adaptações. Com abas, sem abas, que estica e puxa, mas no final das contas todos incomodam. Mas olha só que bacana, as mulheres normalmente estão felizes na propaganda, usando estas almofadinhas. Estão “sempre livres”. Que mentira!

Quem tiver um remedinho contra TPM, por favor, que este remédio venha também contra o mal humor. Nada de chazinho caseiro, porque estes não funcionam mesmo!